Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘"Moda"’ Category

A moda e a Literatura.

Inspirada em uma aula de português pensei nesse post. Depois de um longo hiato, foi essa pegada de mistura entre as artes que acendeu em mim a vontade de escrever. Olha aí o Enem,e as mudanças que ele traz consigo, dando seus frutos.

Não é de hoje que as diferentes formas de expressão, a moda aí inclusa, se misturam e se completam muitas vezes.Prova disso são os poemas neoconcretistas,em que a forma das palavras ao longo do texto são importantíssimas para compreensão e complementam o que as palavras,às vezes, não conseguem expressar.

Ronaldo Fraga é um exemplo de estilista aqui da terrinha que já se inspirou nesse mundo da literatura e em contar essa literatura através das roupas que cria. Como no desfile que fez em 2005 homenageando o escritor Carlos Drummond de Andrade,de maneira até bastante óbvia, com letras dos versos do escritor na roupas.Mas não só aí:  a magia e a leveza da escrita de Drummond transpareceram e tornaram-se concretas nas roupas de Ronaldo.

Foto: Site Chic

O estilista voltou a puxar a literatura como fonte de inspiração em outro desfile em que homenageou os cinquenta anos da publicação de Grande Sertão : Veredas de Guimarães Rosa. Nessa homenagem passou o sertão para as roupas,a secura através dos tecidos e do minimalismo de detalhes, e a vida que floresce sim no sertão, através da mistura de texturas e cores, que é reconhecido de maneira fácil por quem conhece esse universo.

Outro exemplo aqui da terrinha que eu achei genial é o projeto desenvolvido pelos alunos de Moda da FMU, que tem no nome estampado sua idéia: performance Moda e Literatura.

Do Fashions Bubbles: ..”O objetivo do projeto é estimular a pesquisa da cultura brasileira e da literatura como repertório e suporte para a criação e o desenvolvimento das coleções de moda.”

Quer algo mais genial? Unir a moda e a nossa literatura, chamando atenção das pessoas pra esse mundo, às vezes, tão esquecido? Mais legal ainda, é que esse projeto toma forma é no meio das ruas de São Paulo, o que o torna ainda mais vivo.

Ariano Suassuana – O Auto da Compadecida

Clarice Lispector – Água Viva

*Imagens: Vladimir Fernandes

Sentiram a leveza da Água Viva da Clarice? Porquê eu senti.

Outro exemplo mais próximo é o escritor Ferreira Gullar, que foi homeageado não só na última Flip,mas também pela estilista Mara Macdowell,que se inspirou na poesia de Gullar para fazer sua coleção e estampou uma de suas poesias numa lona branca na vitrine de sua loja.

Esse assunto, da moda que se entrelaça com a literatura,e com a música de acompanhante, é bem vasto. Não são poucos os exemplos e eu falei aqui apenas de alguns que me saltaram aos olhos. Mas esse mosaico de formas de se contar e de se mostrar do artista, seja ele escritor,estilista ou pintor, é mesmo muito amplo e eu quero é ver mais.

E vocês?

*Ps.: Texto bem bom falando do Ronaldo Fraga e sua inspiração em Grande Sertão: veredas aqui ó.

*PS.: Texto do Fashion Bubbles sobre o Projeto Moda e Literatura, aqui.

Read Full Post »

Bem,a camisa da seleção brasileira oficial não é minha preferidaaa,mas teria ela de bom grado. Em todo caso,não é super divertido caçar roupas e acessórios pra torcer na copa? Diante do mundo de lojas que fazem coleções especiais de olho em clientes volúveis(oi,olha eu!), às vezes a gente fica até perdido…Porquê ou aparecem peças muito legais e criativas ou aparece aquele mar de mesmas coisas,mesmos jeitos,e mesmas cores( o que eu não sou de todo contra!).

Então,fiquei bem feliz de ver a coleção da Hering pra copa sexta passada quando passei na loja! Super bonitinha,com peças mais que ideais pra serem usadas depois atééé perder de vista,fora o preço que achei justo,na maioria das vezes!

Olha só:

Camisas pólo femininas têm várias,assim como regatinhas fofas como a com fitinhas do Senhor do Bonfim! A bolsa eu achei básica e combina com quase tudo né?

Os garotinhos também já podem ficar saltitantes,porquê tem muitas opções legais pra vocês  também! Tem até uma blusa de malha que não coloquei,super divertida,com ilustração de uma máquina de gols!haha

E o que vale investir mesmo,eu acho, são as camisetas básicas,com algo de diferentes ou criativo,como o super decote da verde ou o detalhe na gola da amarela sabe? A pulseira vem num conjunto de três,com estampas variadas! =D

E vocês,o que acham??

Read Full Post »

E eu como mulher que adora futebol estou empolgadíssima,digam o que quiserem!haha! Que eu estou contando os minutoos pra ver os uniformes que achei mais bonitos em movimento,ver aqueles que não achei tão legais se tornarem legais pelo gingado,ver uma pá de jogador bonito interessante e,claro, pra ver os jogos também,que eu adoro mesmo!

Não que eu tenha amado nossa convocação,cá pra nós conto nos dedos de uma mão quem gostou, mas aquela é a que tem pra hoje e pela qual vou torcer!O que não me impede de estar na expectativa pra ver uma Holanda( tá vendo?),uma Alemanha,um Portugal, uma Espanha e até uma argentina jogarem. Assim bem clichê mesmo.

Meus uniformes preferidos?

  • Alemanha

Sempre acho o uniforme da Alemanha classudo.Okey,sou suspeita e já os acho mesmo classudos de toda forma, mas vocês também não tem a impressão que um homem cresce dez metros com esse 2º uniforme?? É ele o meu preferido.

  • Brasil

Okey,o amarelo é bonito. Mas eu simplesmente A-MEI esse azul e ao vivo ele é uma coisa de lindo! As bolinhas amarelas em contraste com o azul é muito divertido,achei uma inovação bem boa! Queria que cada um de vocês vissem essa camisa ao vivo agora,que eu adorei mais que por foto!

E talvez eu serei apedrejada,mas adorei e quero é mais ver o brasil jogar de preto! Inovar meu povo,é isso que a gente precisa dentro de campo e fora dele! Sério,mais uma vez,achei elegante mesmo,ponto.

  • Espanha

Quase sempre adoro os uniformes da Espanha.Apesar de,muitas vezes, me parecer o mesmo, gosto muito do jeito que as cores são utilizadas. Fora que,vocês também imaginaram os espanhóis dentro desses uniformes?Colírio.

  • Argélia

Será que vou ser jogada pra arder no mármore do inferno por ter achado interessante e gostado desse uniforme da Argélia? Principalmente o 2º! O único porém que acho é essa “moda” atual de camisa muito ajustada. Me dá um nervosiiismo!Prontofalei. Sério,camisa de futebol pra mim é pra ser leve,solta,com movimente,sabe? Sei lá,não é nem rugby.hahaha

  • Inglaterra

Classe,classe,classe até dizer chega. Essa camisa branca é muito linda. Apesar de levemente batida( e desbotada) por já ter visto bastante,né cálega , não tenho como mentir e dizer que não é um dos melhores uniformes já feitos. De verdade. O caimento e o tecido são uma coisa à parte,muito muito bons!O algodão(???) de fora é uma coisa. Fora que esse minimalismo me ganhou e não é de agora.Sério,se gostar de camisas esportivas e puder,carregue essa pra casa porquê é um espetáculo! =D

Essa é uma leve opinião feminina sobre alguns uniformes que chamaram minha atenção.Ainda tem mais,mas coloco num próximo post.

E vocês mulheres,que curtem ou não,o que acham???

Read Full Post »

Vazadinhos bombando..!

A Camila do Garotas Estúpidas cantou a pedra no último post lá de NY e comentou que a Arezzo já tinha uma versão tupiniquim de uma sandália vazadinha.

Daí,vendo o portal O Estilo vi link com a nova coleção da New Order,também cheia de vazadinhos!Mas, no caso, a New Order foi além e colocou os vazadinhos de forma mais descontraída em vááários acessórios,não só nos calçados!Diferente do estilo mais classudo da Arezzo, a New Order vem com mais jovialidade e leveza,o que é bem a cara da marca mesmo não é?

Foto: do FFW

Mais fotos do desfile e dos vazadinhos em tu-do aqui ó:

Desfiles // FFW Fashion Forward.

Super inconsciente coletivo ou rapidez coletiva mesmo? haha

Read Full Post »

Quem já gastou pelo menos uns 15 minutinhos para ler um pouco sobre o Jum(íntima), entende porquê o cara é admirado por quem entende de moda,por quem gosta de arte em geral e por  pessoas leigas como eu.

Mais que estilista,Jum tem uma visão sobre a moda,e sobre a moda como arte, espetacular,transmitindo-a através de suas criações,sejam elas roupas ou objetos de decoração.

O que me fez ler mais,novamente, sobre o Jum foi uma matéria da Bravo que fala da criação do figurino super geométrico  do espetáculo Os Duplos, todo desenvolvido por Nakao.Como vocês já devem ter percebido, adoro pessoas que mais que roupas produzem conceitos e idéias, e a criação de um figurino é justo isso,aliado,claro, à funcionalidade necessária para cada espetáculo.Alguém deve se lembrar também do belíssimo figurino da série Hoje É Dia De Maria, também feito de forma mágica por Nakao.

Fora do circuito tradicional da moda brasileira ( melhor conhecido como SPFW e afins) desde 2004,quando colocou modelos vestidas com roupas trabalhadíssimas,feitas,porém,de papel.Essa foi,pra mim, uma demonstração clara da sua visão o sobre sistema (criação,desenvolvimento,informação…) de moda no Brasil, onde Nakao mostrou mais uma vez,pelo menos ao meu ver, que está aí para ser a diferença.

Quem vê fotos de Jum Nakao imagina apenas aquelas seriedade nipônica,mas vendo o vídeo Ar de Paris em que ele e sua equipe são acompanhados desde a saída até a chegada e o desfile em Paris, o que eu vejo mesmo é um cara tranquilo,comilão e divertido. A diferença é que, ao trabalhar com a moda, Nakao quer tirar dela mais que apenas roupas,ele quer mostrar mais embasamento,conceito,talvez. Sinto,vendo as fotos do desfile,que ele quer estimular a criticidade e criar uma moda bra-si-lei-ra, com um espírito e com um cerne próprios.E não inspirados ou copiados.

Isso,acredito eu, ele deixa bem claro em entrevista ao G1,onde diz que : ” ..em termos culturais somos reféns das tendências internacionais, ficamos a espera dos movimentos que vêm de fora. É uma relação de comensalismo,vivemos de restos.”

Mas e A Costura do Invisível? Mais que um desfile, foi a construção de um paradigma(como bem falou Ricardo Oliveros aqui),que realmente não acabou nas fotos(e só nelas,já que as roupas não mais existiam).Prova disso foi o desenvolvimento do livro e do documentário,que continuam reverberando o desfile e o trabalho de Jum Nakao como um todo.

O desfile é de uma leveza e transmite justo o que Nakao fala: o efêmero também pode permanecer. Isso não podia se tornar mais claro e palpável pra quem assistia do que ver todo o trabalho de 6 meses(quem também não se perguntou COMO ele conseguiu criar detalhes tão delicados e pequenos em papel?) ser destruído em trinta segundos,ao final do desfile com as modelos rasgando as “roupas”.

Atualmente Jum Nakao não possui mais sua marca, física diga-se de passagem,pois acredito que o nome dele e sua reputação já é mais do que sua marca.Ele atua nos bastidores ministrando cursos de pós-graduação e nas mais diferentes áreas da arte e da educação,tendo desenvolvido desde figurinos de peças a estantes e poltronas.Segundo o próprio Jum em entrevista ao G1: “Hoje meu trabalho é mais voltado para o desenvolvimento de uma cultura de moda do que produtos de moda. Ter uma grife com um trabalho autoral se tornou cronicamente inviável dentro deste nosso mercado.”

Enfim,nada melhor que o próprio Jum falar de seus trabalhos e do seu ponto de vista,nesse vídeo do G1.O link porquê não consegui colocar o vídeo,se alguém quiser me ensinar,obrigado desde já.Hoho.

Alguns outros trabalhos de Jum Nakao:

Foto: Gui Mohallem

Deixo também o link de uma entrevista bem esclarecedora com Jum no G1.

Bem,admiração não resume,ainda mais quando se observa que quem se admira tem horizontes mais amplos do que o que a gente havia percebido antes. Tem como não adorar um cara que diz: nunca confie em um designer que não cozinha e não bebe vinho???haha =DD

Read Full Post »

Stella McCartney chamou minha atenção de verdade quando foi lançada a coleção dela em parceria com a Adidas.Ali,acho eu,ela começou a me ganhar e eu passei a prestar atenção nos passos e idéias dessa moça.

Ela se formou na Central Saint Martins em 1995 e no seu desfile de graduação teve ninguém menos que Kate Moss e Naomi Campbell,o que já garantiu uma certa visibilidade para a moça.Porém,acredito que,mais que amigos influentes, ela tem talento e vem mantendo seu nome aliando coleções leves e românticas à idéias inovadoras e parcerias muito bem pensadas.

Depois de iniciar sua carreira,logo após duas coleções, tornou-se diretora criativa da Chloe em 1997, onde permaneceu até 2001,quando abriu sua marca própria.

O mais engraçado de eu me encantar com a Stella(íntima) é que ela não é o que normalmente me encanta,uma vez que suas criações têm uma cartela de cores mais invernais e sóbrias,mesmo no verão, e um aspecto mais clean do que o que me prende a atenção. Daí eu prestar ainda mais atenção nela sabe? Como com uma proposta diferente,eu super simpatizo com ela,qual o diferencial? E cheguei a conclusão que tá na primazia pelos detalhes,pelo toque romântico e principalmente pela mente aberta,de fazer parcerias inusitadas e dar seu toque em todas elas. Eu adoro gente que têm uma visão aberta,sem se fechar em coisas óbvias sabe?

Fora que de vez em quando ela surpreende e chega com imagens e cores muito minha cara,como essas do Verão 2010:

Tem como não me ganhar?

Suas criações para a Adidas que me fazem suspirar de vontade de ter.

Um estímulo a mais para se manter firme nos exercícios não? Só ganhar na loteria pra isso.Único porém para reles mortais como eu.hehe.

Além disso, adoro o estilo da moça no dia-a-dia,idéias simples na prática:

Stella  também passeia por vários campos ,desde a moda sportwear da Adidas,lingeries, roupas para crianças e bebês para a GAP  e até o desenvolvimento de uma linha de cosméticos orgânicos chamada CARE,o que muito tem a ver com o estilo de vida da moça,que é vegetariana e ligada à questões ambientais, não utilizando portanto couro nem peles nas suas coleções.

Daí ela vem com o golpe que terminou de me ganhar:

Ela criou jóias inspiradas em Alice no País das Maravilhas em parceria com a disney.São pulseiras e colares com figuras dos personagens em 3D e aspectos do filme.As peças levam detalhes como cristais Swarovsky e pérolas,que garantem o toque feminino e super Stella não?hehe O único defeito é que custam em torno de 400 dólares. Mas gente,vocês já sabem que sou apaixonada por Alice in Wonderland e não vejo a hora da estréia aqui na nossa província,então essa sacada (dela e da Disney!haha)foi o golpe.

E vocês, o que acham da Stella?

Read Full Post »

Surpresa boa.

Eu ia falar de um assunto totalmente diferente,mas que diante da supresa que tive acho que pode ficar pra depois.

Estava eu vendo imagens do SPFW(choca!),quando me deparei com as imagens do “desfile” do Coletivo OEstudio. Explico o porquê do “desfile”: eles não fizeram um desfile.Eles apresentaram um vídeo com os looks e detalhes que queriam mostrar.

Até aí nada mais que uma pitada de criatividade e porquê não de marketing,mas bem,o choque veio no decorrer do vídeo que continha imagens do tipo:

Eu nunca imaginei ver essa imagem,a inclusão desse problema em plena SPFW. É gente talentosa e criativa fazendo um trabalho magnífico acho eu,por mais que se argumente da mídia positiva ou sei lá o que que pode haver por trás.Mesmo porquê,só a simples apresentação de problemas mais sérios é um baque,ainda mais para um público que talvez não fosse o alvo de quem quer expor e mostrar soluções para deficientes em geral.

Eu achei genial.E continua assim:

Eles desenvolveram um colete para o Instituto Nacional de Tecnologia e que ajuda pessoas como o Uenio,que tiveram paralisia cerebral e que precisam de ajuda para manter a cabeça e o tronco estruturados.

Imagens: divulgação OEstudio

E colocaram no desfile.No corpo do Uenio e se você puxar o começo do desfile vai lembrar que uma modelo também o utilizou num dos momentos iniciais do vídeo apresentado. Pode parecer que houve uma banalização da deficiência,digo, a apresentação do colete numa Semana de Moda,mas,ao meu ver,foi genial. Trazer  uma realidade às vezes tão distante do nosso convívio diário às vistas de um mundo aparentemente fútil e cego. Acho que a Coletivo OEstudio está de parabéns pela criatividade e mais pela coragem de sair apenas do mundinho das tendências e mostrar um pouco mais do mundo real e da moda fazendo,porque não, seu papel social.

Não cabe à mim dizer as intenções reais,mas bem,eles já ganharam mais uma admiradora,pois acredito que a simples exposição de algo mais do que a roupa simples e seca já é muito válido,ainda mais no Brasil,onde a moda ainda engatinha e precisa abrir os olhos pra realidade mesmo.Colocando no meio da principal semana de moda do país o tema da inclusão social,eles foram além das roupas e da moda,eles chamaram a vida real como ninguém.

Eles trouxeram à vista vários assuntos por vezes esquecidos e que merecem atenção,como os deficientes,a falta de pesquisa nacional em torno de maneiras de facilitar a vida dessas pessoas,etc.Isso e muito mais veio à minha mente quando vi essas imagens e acredito que na mente de muitas outras,o que é o primeiro passo para que possa haver alguma evolução.

Fora que a inclusão de um deficiente no desfile não foi o único mérito do grupo.Falei desse ponto porquê foi o que mais me chamou atenção,mas eles trouxeram alguma mensagem a mais,como vocês podem ver no vídeo completo do desfile:

E aí,o que vocês acharam?

Update: Eles ainda disponibilizaram todo o material,filme,fotos,releases na internet. Inclusão digital mode on. =) Quem se interessar, tá aqui

Read Full Post »

Older Posts »